terça-feira, 25 de setembro de 2007

Os argumentos frágeis e aparentemente bíblicos do evangelho antropocêntrico

Estamos vendo hoje a proliferação de um evangelho que se apresenta como sendo bíblico, mas que não tem nada a ver com a Bíblia. Trata-se do evangelho antropocêntrico, que prega, entre outras coisas, que Deus é obrigado a nos dar tudo aquilo que pedirmos a Ele.
Assista nos vídeos abaixo uma breve explanação sobre dois textos que são costumeiramente pinçados das Sagradas Escrituras para tentar dar sustentabilidade aos ensinos da fé antropocentrista. Tratam-se de textos considerados fundamentais para os adeptos deste evangelho.
Ao contrário do que muitos pensam, esses textos não dizem o que os expositores do evangelho antropocêntrico querem que eles digam. Muito pelo contrário: são exatamente contra aquilo que esse enganoso evangelho propõe. Uma análise atenta sobre essas passagens bíblicas é o suficiente para provar isso.

video video

35 comentários:

Pastor César Moisés disse...

Caro pastor Silas Daniel

O evangelho antropocêntrico é "cria" mais nova da religião hedonista que impera na pós-modernidade.

Quando se prega através dessa estrutura é mais fácil de ser entendido e celebrado - tudo o que os proponentes deste falso evangelho querem -, porém, contamos com o compromisso de pessoas como o irmão para que continuemos a fazer a diferença, sendo dignos representantes do Senhor Jesus Cristo.

Um grande abraço

Silas Daniel disse...

Pastor César Moisés,

Sem dúvida, o hedonismo é o que está por trás da construção desse falso evangelho. A busca do prazer sem olhar para o dever (que é a proposta hedonista, que vê no prazer em si, independente de ser justo ou não, o maior valor da existência) é uma das marcas da pós-modernidade e por isso levou os atentos pregadores pós-modernos, com seu feeling e sua avidez mercadológica, a produzirem em seus laboratórios mais um "evangelho frankstein" para atender aos gostos de nossa época - o evangelho antropocêntrico.

Para chegarem a mais essa invenção bizarra, a essa desfiguração do Evangelho, eles fizeram verdadeiras "cirurgias" no Evangelho, distorcendo o significado de algumas passagens bíblicas. Para isso, usam alternadamente (às vezes simultaneamente) dois velhos métodos desonestos: pregam esses textos divorciados de seus respectivos contextos ou, quando nem assim o sentido do texto pode ser mudado, atropelam às claras, desenvergonhadamente, o significado gritante do texto, fazendo-o dizer, na base da força, da imposição, o que eles querem que o texto diga. Os dois exemplos que cito nos vídeos postados são basilares. Resolvi citar esses dois casos clássicos (Romanos 8.32 e Filipenses 4.19) para exemplificar como a estratégia é facilmente detectada e desfeita.

Meu desejo (em sintonia com você) é que o maior número possível de pessoas se conscientizem da falácia da fé antropocentrista, que apresenta um "Deus" vergado diante dos caprichos humanos. Que reconheçam que é um evangelho que não honra a Deus, mas, pelo contrário, glorifica o homem. Ou seja, que, simplesmente, não é o Evangelho. É anátema.

No mais, aproveitando sua participação... Sobre aquela obra do filósofo francês Edgar Morin, posso dizer que, tirando o discurso esquerdista do livro (o que não poderia ser diferente no caso de Morin), e uma ou outra idéia contestável dele solta aqui ou acolá, há muita coisa boa e aproveitável no livro. Quando cruzarmos da próxima vez, dou mais detalhes.

Um grande abraço!

Ev Márcio Batista disse...

Pr Silas

Apresento-lhe o meu blog particular: http://midiacrista.blogspot.com/

Onde abordamos questões sobre os meios de comunicação na igreja.

Ev. Márcio Batista
Diretor DepCom IEAD
Joinville/SC

Silas Daniel disse...

Caro Márcio,

Parabéns pelo seu blog. Vou visitá-lo várias vezes, com certeza. Um abraço nos irmãos de Joinville!

Carlos Roberto Silva, Pr. disse...

Olá Pastor Silas Daniel!
Concordo completamente com seu artigo e mensagem!
Glória a Deus pela sua vida!
Um abraço!
Pastor Carlos

Vitor Hugo da SIlva disse...

A paz do Senhor pastor Silas!

O que me deixa triste, é que muitos destes homens que pregam este tipo de ´´evangelho``, estão dentro de nossa amada denominação, a saber, a Assembléia de Deus.

Sou apenas um diácono, porém, tenho observado nestes últimos dias a conduta de muitos líderes (pastores) de nossas igrejas, e confesso que tenho me entristecido a cada dia que passa. Homens que já não zelam pela boa doutrina (Palavra), pelos nossos bons usos e bons costumes, que preferem dar alimentos enlatados (besteiras), ao invés, de um alimento sólido para seus membros. Pois, quem de nós não gosta de uma mensagem que massageia o nosso ego?
Se não cuidarmos, fatalmente caimos neste engodo!

Que possamos buscar as nossas raízes doutrinárias e de conduta, que ao contrário do que muitos pensam não é coisa do passado.

Deus lhe abençoe grandemente pastor Silas, em nome de Jesus!

Vitor Hugo
www.vitorhugosc.blogspot.com

Silas Daniel disse...

Caro pastor Carlos Roberto,

Obrigado por suas palavras. Pela graça de Deus, vamos fazendo a nossa parte, alertando para os terríveis perigos dos desvios de nossos dias.

Um abraço!

Silas Daniel disse...

A Paz do Senhor, Vitor!

Estamos vivendo tempos difíceis, realmente, mas graças a Deus que ainda há gente que não se deixou seduzir pelo "Deus" do evangelho antropocêntrico e que procura viver os princípios da Palavra de Deus com toda intensidade de seu ser. E que bom saber que obreiros da nova geração, como você, procuram manter-se nesse grupo, remando contra a maré dos modismos neopentecostais e/ou dos modismos do liberalismo teológico!

Vitor, vai nessa tua força!

Um abraço!

Victor Leonardo Barbosa disse...

Infelzimente o evangelho da prosperidade, antopocêntrico e absurdo, tem invadido nossa denominação.
Porém devemos permanecer firmes e constantes em meio a todas essas coisas que nos cercam. Que Deus possa nos ajudar a continuar batalhando.
Parabéns pastor Silas pelo artigo, enrtiquecido com o recurso audiovisual.
Abraços e Paz do Senhor!!!!

Silas Daniel disse...

Caro Victor Leonardo,

Infelizmente, sempre há aqueles que se deixam levar pelos modismos de cada época. Porém, é fazendo frente a esses ventos de doutrina que evitamos que mais pessoas caiam nos mesmos erros. Façamos a nossa parte, com a graça de Deus. Como membros do Corpo de Cristo, devemos desenvolver a koinonia, a diaconia e o kerigma, e neste último está incluído o aspecto apologético.

Um abraço!

Dhanyel Cezar disse...

A Paz do Senhor Jesus Cristo

Muito pertinente a postagem do Pastor Silas Daniel sobre este pseudo-evangelho que esta sendo disseminado em nosso meio,que tem a sua raiz no hedonismo, como bem colocou o irmão Paulo Cesar, ou seja, na doutrina filosófica,da época pós-socrática, segundo o qual o prazer individual e "imediato" é o "supremo bem da vida".

Este embuste como exposto pelo Pastor Silas Daniel é muito atrativo em nossa dias em que livros como "o segredo" batem recordes de venda( este livro nada mais é que uma versão secular da doutrina antropocêntrica e hedonista que sua finalidade é divinizar o homem e este com seu poder da mente pensa, pede e recebe, produzindo assim a utopia do paraíso na terra), basta distorcer alguns textos bíblicos e criar na mente de muitos o prazer "imediato" e "agora"...

Na verdade esse pseudo-evangelho prega a falácia que o homem de certa forma é um deus(distorcendo o Salmo82.6 e João10.34-35)e por isso pode decretar,"exigir",profetizar, e tudo em um passe de mágica.
Um texto bem usado pelos pregadores antropocêntricos é João14.13.
Fazendo uma "eisege" do texto e deturpando a concordancia exaustiva de James Srong eles chegam a conclusão herética que pedir é deteminar,exigir,decretar,etc, ou seja cada um pode dar "ordens" e Jesus tem que "obedecer" a tais ordens.
O verbo "aiteõ"(pedir) no grego, usado neste texto nunca sugere tal coisa,vejamos a definição do dicionário VINE:
"o verbo aiteõ sugere na maioria das vezes a atitude de um SUPLICANTE,a petição daquele que está em POSIÇÃO INFERIOR àquele a quem a petição é feita;..."(Dicionário Vine-CPAD, pág.860)
É interessante colocar as palavras do livro de Paulo Cesar Lima, O que está por trás do G-12, no qual cita escritor evangélico que desfaz a falácia da determinação:
"Frases,sentenças e ordens do tipo"Eu decreto" e "Tá amarrado" não podem representar uma vaidade espiritual autônoma de Deus. Se Deus não aprovar, ordenar, decretar ou amarrar, torna´se inútil esforço de tentar alterar realidades"(Pág55)

Jesus disse: "...porque sem mim nada podereis fazer. "João15.5 ou seja, sem Cristo, o "SENHOR" nós "servos" nada podemos fazer. Quem atende a súplica de João14.13 é o SENHOR Jesus, e como o texto diz "EU" o farei, ou seja quem "determina" o que vai ser atendido é Cristo e não a pessoa. Qualquer petição ou súplica que não estiver de acordo com a sua vontade e Palavra não será atendida... mas os "profetas" do evangelho antropocêntrico insistem em dizer que nós temos que determinar, exigir nossos direitos,e Cristo é obrigado a fazer tudo que "exigirmos" trazendo o máximo de bem estar terreno ao homem.

Este é senão outro Jesus e outro evangelho como descreveu Paulo:
" Mas temo que, assim como a serpente enganou Eva com a sua astúcia, assim também sejam de alguma sorte corrompidos os vossos sentidos, e se apartem da simplicidade que há em Cristo.
Porque, se alguém for pregar-vos outro Jesus que nós não temos pregado, ou se recebeis outro espírito que não recebestes, ou outro evangelho que não abraçastes, com razão o sofrereis."2Corintios11.3-4

Esses pregadores são inmigos da palavra da cruz:
"Porque muitos há, dos quais muitas vezes vos disse, e agora também digo, chorando, que são inimigos da cruz de Cristo,
Cujo fim é a perdição; cujo Deus é o ventre, e cuja glória é para confusão deles, que só pensam nas coisas terrenas."Filipenses3.18-19

Eles só pensam nas coisas terrenas e quando falam de Jesus, se trata de um Jesus Papai Noel ou seja outro Jesus como Paulo disse.
Esse "Jesus" que eles pregam não trás arrependimento ao pecador, aliás a mensagem da cruz e de arrependimento para eles não vale nada, não me admira que "fenômenos" como Joel Osteen "nunca" tenha pregado uma mensagem sobre arrependimento...eles falam de outro Jeus, outro evangelho,e certamente outro espírito.

Vejamos o Evangelho que Jesus pregava:
"E, depois que João foi entregue à prisão, veio Jesus para a Galiléia, pregando o evangelho do reino de Deus,
E dizendo: O tempo está cumprido, e o reino de Deus está próximo. Arrependei-vos, e crede no evangelho." Marcos1.14-15

Agora vejamos o Evangelho que Jesus ordenou aos seus discípulos proclamarem:
"E disse-lhes: Assim está escrito, e assim convinha que o Cristo padecesse, e ao terceiro dia ressuscitasse dentre os mortos,
E em seu nome se pregasse o arrependimento e a remissão dos pecados, em todas as nações, começando por Jerusalém."Lucas4.46-47

Agora vejamos a primeira pregação de Pedro:
"Saiba, pois, com certeza toda a casa de Israel que a esse Jesus, a quem vós crucificastes, Deus o fez Senhor e Cristo.
E, ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração, e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, homens irmãos?
E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo;"Atos2.36-38

Bom os textos falam de arrependimento,conversão,cruz, perdão dos pecados...totalmente diferente das meensagens dos antropocêntricos cujo "deus" é o ventre e só pensam nas coisas terrenas.

Não pode haver o Kerigma de Cristo se este não for somente a proclamação de Jesus como Salvador(joão3.16,Atos4.12)
"Esta é uma palavra fiel, e digna de toda a aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal."1Timóteo1.15

A mensagem de um verdadeiro pregador do evangelho é cristocêntrica e leva o pecador ao arrependimento através da obra feita pelo Espírito Santo por pela proclamção da Palavra da Cruz.(Joaõ16.7-11,Romanos1.16,1Corintios1.18,24)

Continuemos orando para que haja um despertamento para o verdadeiro evangelho de Cristo dentro de algumas de nossas igrejas Assembléias de Deus que tem sido enganadas por este falso evangelho.

Deus continue abençoando o Pastor Silas Daniel que com sinceridade procura defender a verdade do Evangelho e a todos os irmãos que proclamam o amor de Deus para o pecador através da Cruz.

até + na Paz do Senhor Jesus Cristo

Gutierres Siqueira, 18 anos disse...

O que me deixa mais triste, é que membros de igrejas pentecostais clássicas tem caído nos engodos do evangelho antropocêntrico! Um abraço pr. Silas

Gutierres Siqueira
www.teologiapentecostal.blogspot.com

Silas Daniel disse...

A Paz do Senhor, Dhanyel!

Suas colocações foram precisas. Essas versões populares do evangelho que vemos hoje não suportam uma análise bíblica minimamente séria. Por isso, fica cada vez mais claro que o maior problema da igreja evangélica em nossos dias é o desconhecimento bíblico, é a falta de estudo da Palavra de Deus. A popularização desses "evangelhos franksteins" é um sintoma de que o povo não estuda a Bíblia.

Nenhuma pessoa que conhece realmente a Bíblia, que estuda as Sagradas Escrituras, cai num conto da carochinha desses.

A igreja evangélica brasileira, em sua maioria, deve retornar à Palavra. Ou melhor, não só a brasileira: a igreja evangélica ocidental deve voltar à Bíblia o mais urgentemente possível.

Chega de imitações de avivamento! Chega de movimentos! Chega de invenções e mentiras! Chega de pantomimas! Chega de placebos! O povo precisa de um genuíno avivamento. Ou seja: o povo precisa da Palavra de Deus.

Silas Daniel disse...

Caro Gutierres,

Infelizmente, isso é verdade. Porém, ainda há muitos que não negociaram a sua fé, que não se renderam aos apelos do evangelho antropocêntrico, gente que carrega diariamente a mensagem do Evangelho em suas palavras e em sua vida, gente que é "sal e luz". São os "7 mil", que não se dobraram. Mas, quando digo "7 mil", não estou dizendo que são a minoria que continua de pé. Não! Na verdade, são a maioria, sendo que a minoria que se afastou da pureza do Evangelho faz muito barulho, por isso parace ser maior do que é. O número de pentecostais clássicos na Assembléia de Deus no Brasil ainda é muito grande.

Oremos e façamos a nossa parte para que os que estão hipnotizados pelos falsos evangelhos retornem às Sagradas Escrituras.

Victor Leonardo Barbosa disse...

Pasor Silas, está havendo certa poL~emica qui em Belém com relação a revista da CPAD. Se possível, dê uma passada lá no blog GQL.
Desde já eu agradeço.

Silas Daniel disse...

Caro Victor,

Li e achei o fato realmente estranho. A não ser que a AD em Belém do Pará esteja adotando assumidamente algum modismo doutrinário sem base bíblica alguma, não há razão para se sentir "atingida". As revistas de EBD da CPAD sempre prezam pela pureza doutrinária, elas não emudecem diante dos modismos teológicos de nossa época (e não poderia ser diferente). E se a AD em Belém diz ter a mesma preocupação doutrinária, porque se sentir "atingida"?

Ao que parece, as razões para essa atitude em Belém do Pará seriam tão somente políticas, como explicou o pastor Geremias do Couto, envolvido na história. E se for isso mesmo, é também motivo para lamentarmos muito.

Vamos esperar para ver os desdobramentos. Esperamos que seja só algo passageiro.

Victor Leonardo Barbosa disse...

Tomar mesmo pastor Silas...tomara.

Paulo J disse...

Oi Silas, se puder dá uma olhada lá no blogue "Design Inteligente" - http://designinteligente.blogspot.com/

Abraços

Silas Daniel disse...

Olá, Paulo!

Acabei de visitar o blog. Parabéns! A partir de hoje, ele será uma das minhas fontes de consulta sobre o assunto.

Um abraço!

Pastor Geremias do Couto disse...

Caro Silas Daniel:

Apenas um frase um tanto quanto libertária;

"Abaixo o antropocentrismo; teocentrismo já!"

Abraços.

Silas Daniel disse...

Olá, Geremias!

Em outras palavras: Cada coisa no seu devido lugar já! Deus no centro da vida e o homem gravitando à Sua volta atraído e sustentado pela Sua graça.

Um abraço!

Elian Soares disse...

Boa e esclarecedora é esta palavra!

Lamento que nossa igreja (Assembléia de Deus) tenha deixado frestas para penetração de muitos modismos nesses últimos anos, através de alguns pregadores “modernos”.

Nasci num lar assembleiano e sempre admirei nossa denominação pela resistência às novidades que surgiam. Toda “novidade” era vista com desconfiança!

Infelizmente, através do potencial e penetração da mídia, os telepregadores têm invadido nossas casas, impregnado na mente dos telespectadores e formadores de opinião, os modismos (e até heresias) q satisfazem o ego e “agradam” aos ouvintes, fazendo-os seus imitadores. Dessa forma, muitas vezes inconscientemente, ministros e auxiliares repetem tais ensinamentos na igreja.

Outro ponto crítico é o desvio dos alvos da mensagem evangélica! Os “super-pregadores” mudaram o foco da mensagem cristocêntrica! Acharam uma boa fórmula para promoção pessoal:os cultos denominados “cultos de avivamento”. Nos tais cultos, buscam passar uma imagem de homens “cheios de unção” (como se a unção não fosse uma bênção acessível a todos) com demonstrações de autoridade espiritual, determinando e dando ordem a anjos e demônios para impressionar o público ignorante, que vibram e deliram ante as “frases de efeito”.

Evangelizar já não é mais uma meta! A mensagem da cruz que conduz o pecador ao arrependimento está sendo desvirtuada!

Rogo a Deus que desperte seu povo para orar, ler, buscar discernimento, examinar sua palavra e refutar tais ensinos distorcidos!

Deus tenha misericórdia da sua igreja!

Louvo a Deus pela vida de homens como Silas Daniel, Ciro Zibordi, Geremias do Couto, Carlos Alberto, Altair Germano, Paulo Romeiro, entre outros, que têm demonstrado compromisso sincero com o evangelho genuíno, denunciando os modismos e heresias que têm surgido na atualidade!

Silas Daniel disse...

Cara Elian,

Infelizmente, sempre há aqueles que se deixam seduzir por discursos populares. Na nossa Assembléia de Deus, como em outras igrejas, infelizmente não é diferente. Porém, graças a Deus, ainda há muitos líderes e crentes sérios em nossa denominação, homens de Deus que procuram manter a ortodoxia bíblica.

Sobre os "cultos de avivamento", muitos deles acabaram se tornando reuniões onde há, como disse Paulo aos crentes colossenses, muita carne camuflada por uma falsa aparência de piedade.

No mais, faço minhas as suas palavras: Que a mensagem da cruz, em sua integralidade, volte a ser a tônica na igreja brasileira! E para isso, continuemos fazendo a nossa parte, em nome de Jesus.

ALTAIR GERMANO, disse...

Amado Silas, lembra da entrevista para UBE? É só para lembrar!

Um abraço e a paz do Senhor!

Silas Daniel disse...

Caro Altair, perdoe-me!

Calculei que, depois do fechamento da edição de outubro do jornal "Mensageiro da Paz" e da atual edição da revista "Resposta Fiel", teria um tempinho para responder às perguntas. Mas aí vieram os outros compromissos, mais viagens, um novo livro que estou terminando de escrever e, no final, nada de entrevista. Tiago, em sua Epístola, já nos alertava sobre a falibilidade dos projetos humanos (Tg 4.13-15). Projetei mal. Mas, pretendo, com a graça de Deus, saldar a minha dívida com a UBE de hoje para amanhã. As respostas à entrevista estão no "forno".

Um abraço e a paz do Senhor!

Julio Cesar disse...

Pastor Silas Daniel,

Estou satisfeito pelo seu estudo e também pelo livro que acabei de ler "Evangelhos que Paulo Jamais Pregaria", do pastor Ciro Sanches Zibordi, que esteve aqui em Cascais no ano passado.

No livro pastor Ciro há um capítulo sobre o evangelho antropocêntrico e o Deus "Papai Noel". Que mais homens como vocês actuem como defensores do verdadeiro evangelho.

Julio Cesar
Cascais-Lisboa-Portugal

Esdras Costa Bentho disse...

Kharis kai eirene.

Meus parabéns por mais esse post esclarecedor.
O antropocentrismo iluminista era sustentado pelos ideais renascentistas; o pós-moderno pela filosofia existencialista de Heidegger e Sartre, mas a cristã, infelizmente, associa antropocentrismo humanista e existencialista com o evangelho "teocêntrico de Cristo". Porém, seja Deus verdadeiro e todo homem mentiroso.

Esdras Costa Bentho disse...

Kharis lai eirene.

Meus parabéns pelo video, fou uma excelente iniciativa. Esperamos que outros possam ser postados.

Silas Daniel disse...

Caro Julio,

Na medida do possível, procuramos dar nossa contribuição para esclarecer os equívocos teológicos mais recorrentes em nossos dias. O Ciro tem se dedicado ao tema "evangelho antropocêntrico" (entre outros) há um bom tempo, e com muita propriedade e lucidez bíblica. Recentemente, em meu livro "Como vencer a frustração espiritual" (CPAD), lançado em dezembro de 2006, dediquei também um capítulo ao "Deus Papai Noel". Aliás, o livro ainda combate outros conceitos errados e muito populares sobre Deus em nossos dias, tais como o "Deus carrasco", o "Deus distante do sofrimento", o "Deus religioso", o "Deus do Teísmo Aberto", etc.

Abordei todas essas caricaturas de Deus em meu livro porque tenho visto que muitos cristãos de nossa geração têm se frustrado espiritualmente em decorrência de uma visão equivocada sobre quem é o Deus da Bíblia, o que é a vida cristã, como deve ser o relacionamento com Deus, etc. Estes são assuntos prementes em nossos dias. E que bom que os irmãos nas plagas lusitanas também estão atentos a eles.

Que Deus continue abençoando os irmãos em Portugal!

Silas Daniel disse...

Olá, Esdras!

Já dizia Paulo: "Tende cuidado para que ninguém vos faça presa sua, por meio de filosofias e vãs sutilezas" (Cl 2.8). Teólogos que misturam em seus laboratórios pessoais o Evangelho com as filosofias da moda só podem ter como resultado uma deformação do Evangelho. Nada mais lógico. Não se faz hibridismo com o Evangelho.

Um abraço!

Marquinhos Bigú disse...

Pastor Silas daniel,seu discurso está "teologicamente correto",só está sendo divulgado onde quem precisa ouvir nunca irá ouvi-lo.A realidade é que a maioria dos cristão evangélicos Brasileiros,não querem ler a Bíblia e muito menos estudá-la.Preferem "Cds gospel" e ouvir a rádio melodia(que aliás,recebe jabá pra tocar suas músicas).Sem dizer,que o povo não tem dinheiro nem para as necessidades básicas,muito menos pra comprar livro e acessar a internet.
Gostei muito do seu blog,é muito bom ouvir a palavra de Deus.

Silas Daniel disse...

Caro Marcos,

Este blog é só uma extensão do meu ministério. Eu não só defendo a verdade em blogs, livros e artigos. Pela misericórdia de Deus, onde tenho a oportunidade de pregar o Evangelho, tenho procurado esclarecer as pessoas e, com isso, tenho visto muitos frutos: muitas vidas que abandonaram essas bizarrias teológicas de nossa época.

Em alguns lugares, chego a ser abordado por pessoas que, com lágrimas nos olhos, dizem-me que Deus falou aos seus corações e agora estão andando na verdade. Aleluia! Conheço irmãos que, até hoje, continuam firmes na Palavra de Deus, e não mais em modismos.

Boa parte dos evangélicos brasileiros ainda está no erro, mas quem disse que por isso devemos esmorecer? Cada um deve continuar fazendo a sua parte nas igrejas, nas salas de Escola Dominical, nos blogs, seja onde estiver. Você tem que fazer diferença onde Deus te colocar.

Continue firme, Marcos. Que Deus te abençoe!

Victor Leonardo Barbosa disse...

pastor Silas, eu sou assinante da revista resposta fiel. Gostaria de saber como posso fazer para conseguir edições anteriores?
Abraços e Paz do Senhor!!!

Silas Daniel disse...

Olá, Victor!

Aproveitando: a nova edição da revista "Resposta Fiel", pela qual você perguntou ansioso em comentário postado em 12 de setembro, já chegou. Ela teve alguns dias de atraso, mas já está à disposição nas lojas da CPAD e os assinantes devem estar já recebendo seus exemplares.

A nova edição da revista está interessantíssima, com a continuação do belo artigo do Norman Geisler sobre Teísmo Aberto, rebatendo os escritos de Gregory Boyd e Clark Pinnock (este é o artigo de capa). Outros temas interessantes são uma entrevista com o pastor José Wellington (presidente da CGADB) onde ele assevera que a Convenção Geral das Assembléias de Deus continuará combatendo os modismos teológicos de nossos dias, uma abordagem sobre a chamada Teoria de Kenosis (artigo meu) e artigos sobre liberalismo teológico, pecado sem perdão e uma análise críticia do mais novo livro do pastor Ricardo Gondim ("Creio, mas tenho dúvidas"). A análise é do pastor e teólogo José Gonçalves, da AD no Piauí. Realmente imperdível!

Agora, para adquirir edições antigas, você deverá entrar em contato com o pessoal de assinaturas pelos telefones (21)2406-7415 ou 2406-7416.

Um abraço e boa leitura!

Anônimo disse...

Como posso ter certesa de que não estou pecando ao entristecer alguns ungidos de Deus que outrora converteram muitos a Cristo mas que agora parecem tão distantes da palavra?(quando me posiciono contrário a eles).