sábado, 2 de outubro de 2010

Para quem ainda cai na história da carochinha de que Dilma não é pró-descriminalização do aborto

Já escrevi aqui sobre Dilma e seu indiscutível apoio à legalização do aborto duas vezes: no texto do dia 13 de setembro (Leia-o aqui) e no dia 24 de setembro, um dia após o debate dos presidenciáveis na CNBB (Leia-o aqui). Na matéria de capa do jornal Mensageiro da Paz de setembro sobre os presidenciáveis, que já circulava em todo o país desde o dia 20 de agosto, foram mencionados também, e com mais detalhes, os momentos em que Dilma asseverou ser a favor do aborto. Um deles foi na sabatina da Folha de São Paulo em 2007, ocasião em que a petista, inclusive, reafirmou não crer na existência de Deus. Mais precisamente, definiu-se como agnóstica em sua exposição. Os vídeos com a íntegra da sabatina estavam disponíveis desde 2007 apenas no site da Folha de São Paulo, com a tradicional restrição para não-assinantes. Pois bem, um trecho do vídeo da sabatina foi disponibilizado na Internet gratuitamente. Está no Youtube exatamente o referido trecho em que Dilma reafirma ser totalmente a favor da descriminalização do aborto, considerando, inclusive, a oposição a isso "um absurdo". Até o momento em que postei esta nota, o vídeo só tinha 11 acessos. Assistam-no aqui. E divulguem-no.
Obs.: O jornal O Estado de São Paulo de hoje traz pesquisa Ibope que demonstra que o apoio dos evangélicos a Dilma no país caiu 7 pontos nos últimos dias. Ela tinha quase 50% de apoio entre os evangélicos. Hoje, tem menos de 40%. Enquanto isso, o apoio dos evangélicos a Marina e Serra subiu.

8 comentários:

Tyago Silva disse...

Caro Silas Daniel,

É estranho que a Igreja evangélica se preste a entrar no jogo dos políticos como está acontecendo nessa eleição.

Muitos estão sendo usados pelos políticos do PSDB/DEM de forma aproveitadora e eleitoreira.

Desde quando José Serra é "defensor das famílias" ou "defensor da moral"???

O governo dele em SP(junto com Kassab do DEM) insituiu a Parada Gay como "um dos melhores eventos de SP".

Porque o senhor e outros líderes evangélicos também não "denunciam" isto?

É lógico que no PSDB tem políticos que defendem o aborto, casamento gay e etc.

Niguém é ingênuo de achar que não.

Na verdade, eles estão aproveitando essa polêmica com o claro intuito de obter votos, e os evangélicos sendo usados como massa de manobra.

Além do mais, muitos evangélicos (inclusive pastores) estão apoiando José Serra(um maçon).

Veja o vídeo em que o mesmo diz que "a maçonaria é que pode mudar a sociedade brasileira" e se possível dê uma opinião.

José Serra Recomenda a Maçonaria Para Mudar a Sociedade

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro pr. Silas Daniel,

Graça e Paz!

Parabéns pela matéria!
Estamos juntos1
No afã de colaborar com a divulgação, publiquei o vídeo no meu blog e o link do seu artigo.

Um grande abraço!

Seu conservo,
Pr. Carlos Roberto

Silas Daniel disse...

Caro pastor Carlos Roberto, a Paz!

Obrigado pelas palavras de apreço e motivação, e por estar divulgando o vídeo. É preciso fazer com que o maior número possível de pessoas tenham seus olhos abertos para a verdadeira linha ideológica de Dilma e seu partido, que tentaram esconder durante a campanha, mas que afronta contundentemente os valores cristãos.

Forte abraço!

Anônimo disse...

Caro pastor

Como já havia falado antes, me empenho em denunciar todas as injustiças e mentiras do PT. O vídeo divulguei no orkut.
Mas o pessoal que está acessando no you tube estão reclamando da contagem que não estava ativada!!!

Júnior

Anônimo disse...

Caro pastor

Como já havia falado antes, me empenho em denunciar todas as injustiças e mentiras do PT. O vídeo divulguei no orkut.
Mas o pessoal que está acessando no you tube estão reclamando da contagem que não estava ativada!!!

Júnior

Silas Daniel disse...

Caro Tyago,

Ninguém está escondendo os posicionamentos equivocados de Serra. No artigo abaixo, por exemplo, datado de 30 de setembro, você verá alguns deles listados. Além disso, é fato de que Dilma mente descaradamente em relação ao tema aborto e sobre outros mais. Essa é a verdade, por mais que doa ao coração petista, que tenta brigar com os fatos para tentar tornar coerente um cristão votar em Dilma.

Entenda uma coisa, Tyago: Eu não sou contra o voto em Dilma porque eu sou fã do PSDB, do DEM ou da Marina. Eu sou contra o voto em Dilma e no PT pela sua linha ideológica conhecida por todos, manifestada publicamente, documentada em vídeos, artigos, projetos de lei e por aí vai, e que se chocam frontalmente com os princípios cristãos. Marina e Serra também defendem coisas das quais discordo profundamente, mas nada se compara ao que defendem historicamente Dilma e o PT, e eu não posso aceitar isso, não posso fechar os olhos e ouvidos para os fatos. Pouco me importa se isso é legal ou não para o PSDB e o DEM. E eu aí com isso! Não tenho agremiação política. Tenho princípios e os defendo.

E sobre essa história de que Serra seria maçom, já escrevi sobre isso no espaço de comentários da postagem do dia 30 de setembro neste blog e volto a repetir (Só que agora com mais detalhes, para encerra essa história de uma vez):

Quando ouvi isso pela primeira vez (De que Serra seria maçom), fiz uma pesquisa na Internet em sites de conteúdo maçônico sobre o assunto e encontrei, por exemplo, um site em que maçons debatiam sobre o tema “A propósito da maçonaria e as ingerências na polícia [em São Paulo]”. Ali, no meio do debate, um maçom comenta que José Serra não era e nunca foi maçom, e que Mário Covas o era, mas não praticava. O link é http://flitparalisante.wordpress.com/2009/03/01/a-proposito-da-maconaria-e-ingerencias-na-policia/

O comentário do maçom (policial civil com 25 anos de carreira, dos quais 17 anos como maçom) que traz essa informação é o publicado em 1 de março de 2009, às 15h02.

Sobre o vídeo a qual se refere, eu mesmo o mencionei a primeira vez aqui no blog no espaço de comentários do post de 30 de setembro, ao qual já me referi. Serra já homenageou a maçonaria uma vez em programa político na televisão, assim como já homenageou outros grupos.

Mais: Dorival Fiorini, grão-mestre da Grande Loja do Brasil, afirmou, em entrevista a um jornal gaúcho de Caxias (“O Caxiense”), que tanto Marina quanto Serra e Dilma tiveram reuniões marcadas com a Grande Loja Brasil para pedir apoio à maçonaria. Duas perguntinhas: Se Serra é maçom, para que foi pedir o apoio da maçonaria à sua candidatura, não é mesmo? E o que será que aqueles que criticam Serra pela homenagem que fez à maçonaria quando governador acham de Marina e Dilma se reunirem com a maçonaria para pedir apoio a esta às suas campanhas? E qual terá sido a opinião expressa por Marina e Dilma sobre a maçonaria na tal reunião na Grande Loja do Brasil?Isso faz de Marina ou Dilma maçons? Claro que não! Eis o link da matéria de "O Caxiense":

http://ocaxiense.com.br/2010/06/os-segredos-e-a-influencia-da-maconaria-em-caxias/

Ademais, eis aqui duas listas de maçons famosos, do passado e do presente, em nosso Brasil, feitas e disponibilizadas pela própria maçonaria (Não é lista apócrifa) e onde aparecem José Wilker (ator da Globo), Mário Covas (PSDB, falecido recentemente), Manoel de Nóbrega (SBT), os patriarcas da família Mesquita (fundadora do jornal “O Estado de São Paulo“), Orestes Quércia (PMDB), dentre outros, mas não José Serra.

http://www.lojasmaconicas.com.br/macom/famousbr.htm

http://www.glob.org.br/macons_brasil.htm

(Continua...)

Silas Daniel disse...

(Concluindo...)

Perorando, digamos que Serra fosse realmente maçom e exclusivamente por isso não votasse nele. Ora, usar como critério para não votar em alguém o fato de ele ser maçom deveria me levar igualmente a não votar em alguém porque é ateu (como FHC, eleito em 1994 e 1998) ou mesmo porque é católico, como Serra é. Percebe? Quem era cristão e votou em FHC, e não em Lula, em 1994 e 1998, estava pecando porque FHC é ateu? Então o certo seria votar em Lula naquele pleito? Não! FHC não era ideal, mas era melhor que Lula, sem dúvida.

É por esse mesmo raciocínio que muitos evangélicos nos EUA, mesmo sendo contra a maçonaria, não deixaram de votar e eleger como presidentes de seu país Andrew Jackson, James Knox Polk, James Buchanan, James Abram Garfield, Theodore Roosevelt, Warren Gamaliel Harding, Franklin Delano Roosevetl, Harry Truman, Gerald Ford e Lyndon Johnson, mesmo sabendo que eles eram maçons.

Silas Daniel disse...

Caro Junior, a Paz!

Obrigado pela divulgação. Quanto ao problema no contador do vídeo no Youtube, sinceramente, não sei o que está acontecendo. É bom contactar o Youtube para saber. Pelo menos, o mais importante está acontecendo: as pessoas estão assistindo o vídeo.

Abraço!